10 de ago de 2011

Parada do Orgulho Gay dia 28

 Fonte: Secom/FS
Evento faz parte do calendário oficial do município

Visando a promoção dos direitos da população LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis), estímulo à cultura da tolerância e da não-violência acontece no próximo dia 28 de agosto a Parada do Orgulho Gay. O evento, que está na décima edição, faz parte do calendário oficial do município.

Com o tema “10 anos de Parada Gay: se orgulhar de quê?” o evento este ano vai avaliar os direitos alcançados e aqueles que ainda são almejados. De acordo com Fábio Ribeiro, coordenador da Parada Gay, muitos avanços já foram conquistados como a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo mas, o enfrentamento ainda é grande, principalmente, na questão da violência.

“O Brasil é o país onde há o maior número de assassinatos contra gays. A Bahia é o estado campeão em violência contra os homossexuais. É um luta grande que ainda estamos travando”, afirma Fábio Ribeiro.

Ainda segundo o coordenador, a Parada Gay é de extrema importância para sensibilizar a comunidade para questão, rompendo o preconceito e desmitificando o imaginário das pessoas. “O evento é uma oportunidade para a comunidade presenciar como se comporta a cultura gay. É um momento de orgulho, de mostrar, revelar, é a oportunidade que essa população gay, que muitas vezes é descriminada e humilhada, tem de se orgulhar do que é”, pontua.

Sede da Seprev recebe fachada

 Fonte: Secom/FS
Layout moderno e designer gráfico inovador nas cores do brasão.


A nova sede da Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev) recebe os últimos ajustes para a inauguração. O equipamento ganhou fachada com layout moderno e designer gráfico inovador nas cores verde, vermelho e branco em alusão ao brasão da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
Os serviços estão concentrados na instalação da escada na parte lateral da unidade. O equipamento recebeu serviços de pintura em toda sua estrutura, instalação da rede elétrica e hidráulica, colocação de pisos, além da construção de um auditório para realização de reuniões, que vai acomodar cerca de 50 pessoas. Os móveis e equipamentos tecnológicos já foram adquiridos por meio de licitação pública.
A sede ainda irá abrigar a Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros, polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal, o SAMU, Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), além do Disque Denúncia e um Call Center Municipal para registro de queixas da população. A Seprev irá funcionar na rua Castro Alves, nº 1038, Centro.
 

27 de jul de 2011

Feira de Santana só registrou três doações de órgãos em 2011

Família deu exemplo e doou quatro órgãos de um rapaz de 31 anos. Na Bahia, mais de duas mil pessoas são cadastradas para transplante.
Em Feira de Santana, a segunda maior cidade da Bahia, foram realizadas este ano apenas três doações de órgãos. São raras as famílias que se preocupam com o assunto, como o caso de um rapaz que morreu em um acidente e teve quatro órgãos doados. O acidente foi na propriedade da família de Rogério Cruz Santos, então com 31 anos, no distrito de Maria Quitéria.

O irmão lembra com detalhes como tudo aconteceu. Segundo ele, Rogério tinha acabado de atirar com uma espingarda de dois canos no quintal de casa. Como um dos tiros não saiu, ele resolveu soprar o cano da arma quando um resto de pólvora estourou na boca de Rogério. Ele foi levado para o Hospital Geral Clériston Andrade, mas não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral.

Ele foi soprar e estourou na boca dele. a pólvora mesmo, não tinha espoleta, não tinha chumbo, não tinha nada”, conta o irmão, o vigilante Railton Mário Cruz. Os parentes e amigos estão desolados com a tragédia, mas a parteira Maria da Cruz e o carpinteiro Hamilton dos Santos, pais de Rogério, encontraram uma forma de manter viva a lembrança do filho. Rins, coração, fígado e córneas foram doados pela família.
“Eu acho que quando a gente doa os órgãos da pessoa salvamos vidas. O maior prazer que eu tenho é saber que ele está morto, mas os órgãos dele estão vivos em alguma pessoa”, diz a mãe. Seu Hamilton diz até que queria conhecer a pessoa que hoje vive com os órgãos de seu filho.

Doação
A atitude da família não é a mesma de muitas pessoas que perdem seus familiares, em Feira de Santana. Este ano, a comissão intrahospitalar de doação de órgãos e tecidos para transplantes do Hospital Clériston Andrade conseguiu fazer três captações de órgãos, embora a unidade tenha feito 11 protocolos de morte encefálica, que é a condição necessária para a doação de órgãos.

na Bahia, mais de duas mil pessoas estão cadastradas à espera de um órgão. Do número, mais de mil são para tranplante de rins. Segundo Marizélia Martins, enfermeira da comissão, o que impede as pessoas de doarem órgãos é o medo e a falta de informações sobre o assunto.

“As pessoas ainda não estão esclarecidas quanto à importância do papel de doar”.
Capacitação - Na região sul do estado, a coordenação do Sistema Estadual de Transplantes promove uma capacitação de profissionais que atuam em Itabuna e Ilhéus, junto com as secretarias municipais. É o Encontro de Transplantes e Doação de Órgãos e Tecidos, que vai até quinta-feira (28).
Fonte: As informações são do G1.

R. Carvalho só reassumirá obras que estejam 90% concluídas; mutuário será chamado para assinar contrato

Segundo o superintendente, os empreendimentos que estão em fase de conclusão não serão encaminhados para outras empresas.
A Caixa Econômica Federal está em “fase adiantada de negociação" com as construtoras que assumirão as obras do programa “Minha Casa, Minha Vida” sob a responsabilidade da R. Carvalho em Feira de Santana. “Estaremos reiniciando os trabalhos o mais rápido possível”. , disse o superintendente da CEF na região, José Raimundo Cordeiro Júnior, em entrevista a um programa da Rádio Sociedade nesta terça-feira (27).
Segundo o superintendente, os empreendimentos que estão em fase de conclusão não serão encaminhados para outras empresas. um acordo com a R. Carvalho para concluir os empreendimentos que ultrapassam 90% de construção.
“O diálogo da Caixa com a construtora é o melhor possível no sentido de buscar alternativas que possibilitem a continuidade das obras. Existe a compreensão da construtora de que o tempo é curto e que as obras precisam ser concluídas”, disse o superintende, ao radialista Dilton Coutinho.
Em relação as outras obras que não estejam tão adiantadas, caso a R.Carvalho apresente “uma alternativa viável” para que possa concluí-las, “essa alternativa será avaliada e, provavelmente, aceita”. No entanto, adverte Cordeiro Júnior: “A Caixa tem autonomia para passar os empreendimentos da R. Carvalho para outras empresas”.
Quanto aos contratos ainda não registrados, “serão assinados normalmente, porque a empresa que assumir o empreendimento dará continuidade aos trabalhos”, garante o superintendente. Ele diz que a mesma garantia vale para quem pagou a poupança (parte não financiada do imóvel): “Quando a obra estiver prestes a ser entregue, o mutuário será chamado para assinar o contrato com a Caixa e com a outra empresa”.
Fonte: Valdomiro Silva De Olho na Cidade

Chaves do Minha Casa, Minha Vida

Famílias contempladas recebem a documentação dos imóveis 

As 380 famílias contempladas com o Residencial Santa Bárbara, adquirido através do Programa Minha Casa, Minha Vida, estão recebendo nesta quarta-feira (27) as chaves e a documentação de seus imóveis. O empreendimento está localizado na avenida Iguatemi, bairro Mangabeira.
O mutirão de entrega, promovido pela Caixa Econômica Federal em conjunto com as secretarias municipais de Habitação e Regularização Fundiária e Desenvolvimento Social, acontece no Ginásio Municipal de Esportes.

Segundo o secretário de Habitação, Gilberto Ruy Souza, o programa Minha Casa Minha Vida tem contribuído para melhorias do índice de déficit habitacional em Feira de Santana. “Estamos presenciando com grande satisfação a realização do sonho de centenas de pessoas, que antes moravam de aluguel ou com familiares. Esta entrega representa o cumprimento de mais uma missão”, avalia o secretário.

Para a diarista Irenilda Ribeiro da Silva, esta data ficará marcada em sua memória. “Este dia será lembrado como o dia da maior conquista de toda a minha vida. Estou realizando o sonho de ter a minha casa própria. Antes eu morava de favor na casa de parentes, a partir de hoje vou me mudar com meu filho e iniciar uma nova vida pagando apenas R$ 51 por mês de prestação”, comemorou.

Tatiana dos Santos Gonçalves, 26 anos, portadora de necessidades especiais, festejou ao lado de seu esposo o recebimento das chaves. “Agora sim vamos ter a nossa vida de casal sem interferência de outras pessoas. Este é um momento de muita alegria e emoção. Vamos agradecer a Deus por esta benção”, declarou a moradora.

A emoção tomou conta da dona de casa Eufrosina Maria dos Santos, que aos 58 anos concretizou um desejo de anos. “Sair do aluguel para a minha casa própria é como se estivesse ganhando um tesouro”, afirmou.

Fonte: SECOM/FS

Limpeza na Praça George Américo

Serviços estão concentrados na varrição, capinação e pintura


A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), através do Departamento de Limpeza Pública, iniciou nesta quarta-feira (27) a limpeza da Praça George Américo. Os serviços estão concentrados na varrição, capinação, pintura e guias. Serão concluídos ainda hoje.
Segundo a moradora do bairro George Américo, Luciana Porto o equipamento é limpo regularmente. “Sempre vejo a equipe de limpeza fazendo a manutenção no local”, ressalta.

Para Jaciene Santana, outra moradora, a coleta é outro serviço eficiente na localidade. “Tanto a limpeza da praça como a coleta é feita sempre”, afirma.

O comerciante Mário Freitas observa a importância do cuidado com o patrimônio público. “É importante os moradores manter não só a praça limpa como também as ruas, não descartando lixo de forma irregular”, declara.

Durante o dia o departamento realiza a limpeza nos bairros: Santa Mônica, Morada do Sol, Conceição I, Irmã Dulce, Muchila II, além do Ponto Central, Avenida Maria Quitéria e no distrito de Jaíba. “Estamos atuando de maneira simultânea em diversos bairros do município com o objetivo de mantê-los limpo e agradável”, ressalta o chefe do Departamento de Limpeza da Sesp, Ednaldo Santana.

Plano de Cultura elaborado em Fórum Municipal

Será enviado ao Poder Legislativo Municipal para aprovação 

Os projetos culturais de Feira de Santana irão ganhar um importante reforço dentro em breve, através da elaboração do Plano Municipal de Cultura. A iniciativa é desenvolvida por agentes culturais do Município, que levantam discussões sobre as verbas e suas aplicações, durante o I Fórum Municipal de Cultura de Feira de Santana.

O evento acontece nesta quarta-feira (27), no Centro de Cultura Maestro Miro. Segundo o secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Euclides Arthur Andrade, o plano e o Fundo Municipal de Cultura vão ser submetidos ao Poder Legislativo Municipal para aprovação, permitindo que o Governo Federal e Governo Estadual possibilitem a transferência de recursos.

“Independente disso, vai ser estabelecido um percentual que deverá ser disponibilizado para a cultura em Feira de Santana. Tudo isso passa por um processo de diálogo, como nós estamos fazendo. Nosso intento é fortalecer a cultura de Feira de Santana”, ressalta o secretário.
Das verbas destinadas para a Secel, aproximadamente 80% são destinadas para a cultura e o entretenimento. Outra atividade que o Govermo  Municipal pretende apoiar de forma mais intensificada é a dança de rua e os grafiteiros, conforme  Andrade. “Já tivemos uma apresentação no bairro Irmã Dulce com o apoio do Município”, declara.

Todos os segmentos que representam a cultura de Feira de Santana, a exemplo de produtor cultural, músico, dançarino e ator participam da elaboração de políticas públicas para implementar a cultura local. Um deles é o produtor Rubem Santos Júnior, que considera a iniciativa importante por “permitir que o governo ouça a sociedade civil organizada no que se refere a cultura do Município”.

Para o mestre da cultura popular Augusto de Souza Filho, o evento é muito valoroso. “A inicitiva é boa e nós esperamos um certo avanço para a cultura de Feira de Santana através de eventos como este”, destaca.
O I Fórum de Cultura foi aberto com a palestra do consultor de Cultura, HygorAlmeida, que abordou o tema “O que é Plano Municipal de Cultura”. A programação seguiu com apresentação e leitura da Minuta do Fundo Municipal de Cultura, Plenária com o Conselho Municipal de Cultura. 

À tarde o fórum continua com Formação dos Grupos de Trabalho (GT´s) e discussão dos Eixos Temáticos nas salas específicas, seguida por Apresentação na Plenária das propostas dos Eixos Temáticos. As atividades encerram às 18 horas.